RADIO ONLINE V2
Publicidade
Publicidade
São Paulo/SP
Min.
Máx.
Carnaval deve movimentar R$ 1 bilhão no Ceará
21/02/2020

A movimentação na economia deve gerar em torno 13,5 mil empregos temporários no Estado. A atividade turística relacionada à festa é prevista em R$ 318 milhões.

 

Por 

A preparação para o Carnaval está na agenda de Bianca Caminha, 36. Neste ano, ela vai investir em glíter, adesivos de pedrarias, além de maquiagem neon. Compras como as de Bianca para as festas devem movimentar R$ 1 bilhão no Ceará, conforme projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará (Fecomércio-CE). Já a atividade turística relacionada ao Carnaval deve resultar em giro econômico de R$ 318 milhões no Estado, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A movimentação vai gerar em torno 13,5 mil empregos temporários no Ceará. O impacto inclui segmentos de bares, restaurantes e barracas de praia, hotéis, serviços e comércio. No País, as atividades turísticas relacionadas ao Carnaval devem faturar cerca de R$ 8 bilhões, o que representa um aumento real de 1% em relação ao ano passado e o maior desde 2015, segundo a CNC.

"Há uma expectativa bem melhor nas vendas de adereços. Índice de crescimento dos produtos cresceu pouco. Isso significa que os preços estão mais baixos e as pessoas vão comprar mais. No período também aumenta a moda praia e modinha, como rasteira, cropped e short", explica Cláudia Brilhante, diretora institucional da Fecomércio. O tíquete médio de compra do folião no Ceará, segundo ela, deve girar em torno de R$ 350.

Para Cláudia, uma preocupação é o impasse entre o Governo do Estado e os policiais militares. "Pode, sem dúvida, gerar um impacto. Pessoas com medo de sair de casa, os comerciantes podem acabar fechando mais cedo. Esperamos que isso se resolva até o início do Carnaval. Acreditamos no bom senso da polícia e do Governo do Estado".

No comércio popular, as marcas da folia chamam a atenção. A venda de fantasias e adereços é um ponto forte. Vendedores apontam os adereços de cabeça e maquiagens como as maiores demandas. Brincos de franjas, tiaras com frases de memes, glíter, pedrarias para o rosto, pochete, body e saia de tule devem ser as tendências para 2020. Além disso, as tradicionais máscaras e tintas spray de cabelo continuam como opções demandadas pelos foliões.

Ana Valéria Pimentel, proprietária de uma loja de assessórios no Centro Fashion, conta que as vendas aumentaram com a preparação para a festa. "Nós começamos a focar a produção para as peças de Carnaval. A maioria das peças nós que produzimos", diz. E a psicóloga Mayrla Pinheiro, 29, sempre prepara as fantasias para a festa. "Vim comprar tiaras e glíter. Todos os anos vou para Aracati, mas neste ano vou ficar aqui em Fortaleza".

 

(Foto: )

Vendedores cadastrados

Conforme a Prefeitura de Fortaleza, a Regional II tem 183 vendedores cadastrados; a Regional do Centro tem 85 para av. Domingos Olímpio e Mercado dos Pinhões; a Regional IV tem 40 barracas, 30 vendedores itinerantes e 4 food trucks para o Benfica; a Regional VI tem 30 ambulantes no Mercado da Aerolândia.

opovo.com.br

21.02.2020

Fonte: caririativo.blogspot.com
Jornal da Progesso
12:05 as 15:00
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Seu Endereço - São Paulo/SP
Ligue agora
(99) 9999-9999
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS